Conexão e Coerência Marcam vinda de Obama ao Brasil

Conexão e Coerência Marcam vinda de  Obama ao Brasil
Obama no Brasil - Imagem Agência E-Plus

Quiseram as fadas, através da querida Tainan Baglini, que eu tivesse a chance de ver Obama “de perto” no VTEXDAY, certo que o “perto” tinha mais de 10 mil pessoas, mas eu estava lá e sentir o magnetismo de um ser que enche uma sala desse tamanho sozinho, foi de fato impactante.

Obama já me inspirou muito e por muitas vezes, mas o que mais me toca é sua generosidade em falar para todos de um lugar de conexão e coerência.

Matei a saudades de seus discursos e visões de mundo tão necessários para os desafios atuais…

Mas gosto mesmo é de ver Barack e Michelle juntos, tem algo na parceria deles que me toca profundamente, não sei se é o eco de suas vozes em incríveis discursos, a força de seus atos em difíceis momentos, ou a genuinidade de suas decisões, característica daqueles que fazem coisas complexas de seu jeito.

Pessoalmente gosto de acreditar que: Ele é, porque Ela é, a medida que o oposto também é real…

Das inspirações de sua fala:

  • Por mais sucesso que alguém tenha, poucas pessoas conseguem alcançar sucesso sozinhas.
  • A maior aposta sempre será na educação, em países como a Finlândia, onde professores não só recebem como médicos, mas se preparam com profundidade tanto quanto, a sociedade toda se beneficia muito quando crianças são tratadas como o recurso de futuro mais importe.
  • Quando olhamos para como a tecnologia se move no mundo, temos lugares como Silicon Valley, onde um ecossistema foi construído para que ideias possam ser desenvolvidas com força, mas uma das coisas mais poderosas sobre Tecnologia e a Era Digital, é que elas não estão presas a barreiras físicas ou a pais, elas se movem onde as ideias estão.
  • Temos dificuldades de criar sociedades onde a desigualdade seja eliminada, por conta de um sistema de pensamento de acúmulos, as pessoas mais ricas hoje não conseguem gastar todo seu dinheiro nem se quisessem, logo uma revolução de valores precisa acontecer, não quero destruir a liberdade do mercado, mas não podemos permitir que o sistema acumule tanta riqueza a ponto de tirar a liberdade de outros.
  • Nunca vivemos tempos como esses, onde os problemas são muitos, mas o progresso e os conscientes nunca foram tantos.
Comentários Via Facebook
compartilhe

Ligia Zotini Mazurkiewicz

Tem o dom de fazer pontes entre teoria e prática, apaixonada desde muito cedo por tecnologia e como ela irá levar a sociedade para um patamar mais humano, para isso ela hackeia burocracia de sistemas antigos onde quer que esteja. Viajante nas horas vagas gosta de explorar cada canto & encanto deste mundo.
Fechar Menu