No Futuro Trabalharemos Como se Fosse Fim de Semana

No Futuro Trabalharemos Como se Fosse Fim de Semana
Ligia Zotini

Adorei esse TEDx sobre trabalho no futuro não parecer com trabalho, mas com a vida que temos fora dele.

A reflexão é incrível: repare nas pessoas que somos no fim de semanas, férias e feriados: cozinheiros, artistas, músicos, cultivadores, curadores, conversadores, criadores, cantores…

E aí a segunda vem e nos transformamos em gerentes, seniors, juniors, especialista, analistas e esses choques semanais ao logo do tempo, trás stress, cansaço, frustração de todas as naturezas, com as máquinas sendo treinadas para fazer boa parte desses “weekly jobs”, teremos uma vida cheia de sentimentos de fim de semana, praticamente viveremos nas férias…

Então talvez a pergunta (sem completa reposta) seja: como nos preparar para isso?.

Venho experimentando esse movimento na minha atual missão de co-criar no Voicers, pois me permite viver muito mais no “fins de semanas” do que eu jamais vivi quando profissional de Tech, e nesse últimos meses de dedicação integral, eu passo por dias de profundos Detox, onde meu corpo e mente ainda estão se adaptando às ciclos não de 8 horas por dia 5 dias por semana sendo altamente “produtiva” o tempo todo.

Estou me permitindo cada vez mas exercitar fluxos de alta criação e conexão, seguidos de alguns dias de pijama & sofá ou de pores-do sol em quartas – feiras, sem me sentir culpada por não estar “produtiva”…

Mas nem sempre é fácil, vem sendo um exercício profundo de auto consciência para chegar nesse lugar de sair do mecanicismo do que o trabalho era, para poder reconquistar uma maior e mais consciente humanidade em mim, venho aprendendo então a real diferença entre gerenciar, liderar, comandar e cuidar.

E nesse processo de readaptação eu tenho o previlégio de contar com a inspiração e ajuda de diversos profissionais que já vivem no “fim de semana”.

Semanalmente venho me encontrando com maker & creator como artistas, psicólogos, healers, atletas, pensadores, escritores, marceneiros, músico,cozinheiros, escultores, educadores e poetas, venho entendendo muito sobre o futuro das profissões através de cada um desses que já vivem segundo um paradigma de fazer & viver do que amam.

Isso significa que no futuro não existirão profissionais do conhecimento, da execução ou do mundo corporativo?

A resposta é não… sei, mas em um futuro próximo sim tudo existirá, porém segundo uma outra ótica, uma ótica do que faz sentindo para mim agora!

E para alguém que trabalha com futuro essa fase e essas pessoas vem sendo minhas maiores pontes para o ele!

Comentários Via Facebook
compartilhe

Ligia Zotini Mazurkiewicz

Tem o dom de fazer pontes entre teoria e prática, apaixonada desde muito cedo por tecnologia e como ela irá levar a sociedade para um patamar mais humano, para isso ela hackeia burocracia de sistemas antigos onde quer que esteja. Viajante nas horas vagas gosta de explorar cada canto & encanto deste mundo.
Fechar Menu