Pela Primeira Vez Robô Realiza Cirurgia Ocular

Pela Primeira Vez Robô Realiza Cirurgia Ocular

Da cirurgia da próstata aos procedimentos da vesícula biliar, os robôs já são pilares da sala de cirurgia. Agora eles chegaram na área oftalmológica.

Cirurgiões-Rôbos

Em 2016, pesquisadores do Departamento de Neurociências Clínicas de Nuffield, da Universidade de Oxford, deram início a um teste clínico para testar o sistema cirúrgico PRECEYES , um robô projetado para realizar cirurgias na retina, a superfície na parte de trás do globo ocular. Na segunda-feira, eles publicaram os resultados de seu estudo de cirurgia ocular assistida por robô  na revista Nature Biomedical Engineering .

Um cirurgião usa um joystick para controlar o braço móvel do sistema PRECEYES. Os médicos podem prender vários instrumentos ao braço. Por ser um sistema robótico, ele não sofre nenhum dos leves tremores que assolam até os humanos mais firmes.

Para o teste, os pesquisadores recrutaram 12 pacientes, cada um precisando de uma membrana removida de sua retina;um procedimento bastante rotineiro, observam os autores do estudo. Os médicos realizaram seis cirurgias da maneira tradicional; enquanto cada um dos outros foi submetido a uma cirurgia ocular assistida por robô.

As cirurgias começam com uma pequena incisão logo acima da pupila, através da qual o cirurgião insere uma lanterna. Para versão robótica, o cirurgião insere o robô através de uma incisão de 1 mm de diâmetro, abaixo da pupila. Ele separa a membrana da retina, em seguida, remove a membrana do olho, saindo pelo mesmo buraco em que entrou. Nas cirurgias realizadas sem o robô, o cirurgião faz isso manualmente, usando instrumentos microcirúrgicos enquanto olha através de um microscópio cirúrgico.

O Robô Tornou o Cirurgião Ainda Mais Eficaz

Todas as 12 cirurgias foram bem sucedidas; Em alguns casos, o robô tornou o cirurgião ainda mais eficaz do que o habitual, de acordo com um comunicado de imprensa de Oxford . Na segunda fase do teste, cirurgiões usaram o robô para dissolver hemorragias sub-retina que poderiam levar à perda da visão. Essas cirurgias também foram bem sucedidas.

Uma cirurgia ocular assistida por robô demorou cerca de três vezes mais do que uma cirurgia tradicional, mas o líder dos testes, Robert MacLaren, disse à New Scientistque foi apenas porque os cirurgiões não estavam familiarizados com o robô e se moveram lentamente por cautela.

Agora que os pesquisadores têm evidências de que podem usar os PRECEYES para procedimentos de rotina. Eles estão voltando sua atenção para cirurgias muito mais difíceis. Talvez até aquelas que são atualmente impossíveis.

“Nosso próximo passo será usar o Cirurgiões-Rôbos para a entrega precisa e minimamente traumática de uma terapia genética para a retina. Esta que será outra conquista inédita e deve começar no início de 2019″. disse MacLaren no estudo.

Embora os médicos já possam realizar essa operação em pacientes que não conseguem ver nada, suas mãos não são confiáveis ​​o suficiente para identificar pontos específicos na retina para pacientes que ainda têm alguma visão. MacLaren disse à New Scientist:

 o PRECEYES também pode permitir que os cirurgiões desbloqueiem diretamente os vasos sanguíneos ou injetem tratamentos diretamente nos nervos ópticos dos pacientes. Duas operações que atualmente são impossíveis.

O PRECEYES é um dos vários cirurgiões-robôs em desenvolvimento, e embora eles geralmente não funcionem tão rapidamente quanto os humanos, sua precisão reduzirá o risco e abrirá novas portas para diferentes tipos de cirurgia nunca antes possível.

Fonte: Futurism

599 visualizações, 2 

Comentários Via Facebook
compartilhe

Solange Luz

Ela é a construção de todos que conheceu e de tudo que viveu, especialista em sonhar acordada e falar consigo mesma. No Voicers é a CCC (Content, Creator & Curator), carinhosamente conhecida como Queen of Words.
Fechar Menu