Reforma da Previdência vs Pagamento de Dívidas

Reforma da Previdência vs Pagamento de Dívidas
Reformada Previdência ou Auditoria?

Lucratividade sem Prosperidade

Faz muito tempo que não toco no tema política mesmo sendo parte de algo que sempre me encantou.

Os distanciamentos naturais acontecem por décadas de completa não representatividade.

Mas mês passado em uma conversa com meu amigo sobre previdência, ele me trouxe essa foto e uma pergunta:

Você sabia que +40% do PIB Brasileiro vai para pagamento de juros dúvidas e amortizações?

Minha natural conclusão seria, ahh a nossa impagável dívida externa 

NÃO! Existe uma operação no BACEN que é definida como operação compromissadas. Trata-se de uma ferramenta da política monetária que serve para controlar a inflação.

Se existe muita oferta de moeda. no mercado, induz as pessoas a consumirem e havendo consumo, existe mais procura de um produto e tal demanda provoca aumento do valor desse produto.

Pensando nisso, o BACEN utiliza está ferramenta para tirar moeda de circulação dos bancos ou seja, os bancos têm “sobra” de dinheiro que eles não emprestaram (porquê queriam um taxa estupidamente alta), eles depositam este valor no BACEN e o BACEN os remunera.

Na prática está remuneração quem paga é o tesouro. Vamos lá, na figura acima, em consulta aberta no BACEN, o BACEN recebeu provavelmente de um banco uma sobra de 339,924 bilhões de reais, depositaram hoje para sacar amanhã.

A taxa de remuneração é de 6,4% a.a, que dividindo grosseiramente por 12 meses dá 0,53% e se dividirmos por 22 dias úteis da 0,024% ao dia. Este valor rendeu então para o banco 82,4 milhões para o banco retirados do tesouro, do orçamento.

Tais operações tem prazo de um dia ou meses. E nem tem explicação para utilizá-las, já que estamos com inflação baixa. Estas operações representam 26% da dívida. Enquanto que outros países representam 1%.

Acontece porque é uma desculpa para controlar a inflação, está ferramenta existe em outros países mas no Brasil está sendo usada não para controlar a inflação, mas para deixar alguns mais ricos com dinheiro do povo e sem risco nenhum.

Não dá para saber os verdadeiros benefíciarios pq o BACEN não dá está informação. A única maneira de conseguir isso seria fazendo a auditoria da dívida que está contemplada pela adtc 26 que obrigava a fazermos auditoria da dívida em 1989 e até hoje não foi feita.

Responsável por isso são os presidentes do BACEN que em governo de esquerda ou direita sempre é alguém dos bancos e mercado.

Mas a gente consegue rastrear quem recebe isso percebendo os lucros dos bancos nos últimos anos?

– Não dá para ter certezas, mas os banco sempre lucram bilhões, mesmo na crise, não é estranho?

Estamos no famoso capital improdutivo, que o sistema financeiro regado a dinheiro público dá mais retorno do que utiliza-lo na indústria.

Por isso a crise…

Se tivéssemos auditoria pública, sabe o R$1 trilhão que querem salvar na reforma da previdências, ele sairia da lucratividade sem prosperidade que vem do outro lado do gráfico!

A matéria abaixo da ainda mais detalhe:

Comentários Via Facebook
compartilhe

Ligia Zotini Mazurkiewicz

Tem o dom de fazer pontes entre teoria e prática, apaixonada desde muito cedo por tecnologia e como ela irá levar a sociedade para um patamar mais humano, para isso ela hackeia burocracia de sistemas antigos onde quer que esteja. Viajante nas horas vagas gosta de explorar cada canto & encanto deste mundo.
Fechar Menu