Soft Economy no Exponential Conference by Time Voicers

Soft Economy no Exponential Conference  by Time Voicers
Voicers no Exponential Conference 2019

No último sábado 08 de junho o Voicers participou de um painel na segunda edição do Exponential Conference. O evento é um grande encontro para uma comunidade de cinco mil pessoas que se conectam diariamente nas diversas franquias de grupos do Whatsapp denominado Exponential. O objetivo do grupo é compartilhar conhecimento e vivência sobre tecnologia, empreendedorismo, futuro, educação entre outros temas.

A convite de Bruno, o time Voicers subiu ao palco pela primeira vez, para trazer conceitos práticos sobre a migração da Hard Economy para Soft Economy.

Estar no palco não é natural para os integrantes que trabalham nos bastidores, mas compartilhar a experiência de como já vivemos essa tendência no ecossistema do Voicers foi um marco.

Lígia Zotini fundadora da startup abriu o painel com conceitos mais profundos sobre Soft Economy.

Na sequência Leonardo Alves, o artista por trás do designer do Voicers afirmou que o Me Office e as Fontes de Rendas já estão deixando de ser tendência e tornando-se realidades. Ele mesmo já vive desse futuro. Sem o contrato convencional de trabalho, Leonardo trabalha para diversos clientes com contratos específicos e inflexíveis.

“Foi nessa Soft Economy que aprendi que posso ser o Léo do Voicers, o Léo da Práxis e o Léo do Léo também”.

Leonardo Alves

Uma nova economia exige um novo tipo de liderança com um novo estilo de trabalhador. Quem falou sobre essa tendência foi Milena Aquino. Ela ressaltou os profissionais slashers e a liderança Sinarquica.

“Se você não consegue definir o que você faz em uma única palavra, provavelmente você já é um profissional slash”.

Milena Aquino

O conceito de profissional slasher foi publicado pela primeira vez pela escritora Marci Alboher em seu livro One person multiple careers. Um exemplo simples seria aquele médico/pintor/fotografo etc. Já a liderança sinarquica, não exige hierarquia, e o comando de determinado assunto, área ou negócio fica nas mãos do mais sábio.

Samira Pegoraro falou do uma tendência denominada Hack de Flow pelo MIT…

Na Hard Economy os profissionais high performance são os mais valorizados e aplaudidos, mas isso a um custo elevadíssimo são horas e horas de trabalho e negação própria ou familiar, para que o melhor produto ou serviço seja entregue, no menor prazo com maior qualidade.

No Flow Performance o profissional atua com seu talento natural, então o esforço é menor e os resultados melhores.

“Quando você faz o que realmente ama, dentro de um sistema de confiança os resultados surgem naturalmente. Um exemplo disso foi uma cocriação que fizemos em parceria com a Rede Globo, que surgiu no flow. Eu me conectei a Letícia, responsável pela organização do Menos30 Fest, um evento de empreendedorismo da Globo, e de forma fluida e natural cocriamos uma das maiores edições do festival.”

Samira Pegoraro

Pra finalizar Eu ( Solange) tive o privilégio de falar sobre minhas funções no Voicers, Disponibilizadora de acesso e Desmaterializadora de mundos. Funções do futuro que já se fazem presente.

Perdeu o evento? Acompanhe na íntegra nosso painel nessa gravação em 360º da era Transmídia:

Transmissão ao vivo de Rodrigo Dias Arnaut

Publicado por EraTransmidia em Sábado, 8 de junho de 2019
Comentários Via Facebook
compartilhe

Solange Luz

Ela é a construção de todos que conheceu e de tudo que viveu, especialista em sonhar acordada e falar consigo mesma. No Voicers é a CCC (Content, Creator & Curator), carinhosamente conhecida como Queen of Words.
Fechar Menu