Tecnologias e os Consumidores do Futuro

Tecnologias e os Consumidores do Futuro
Ligia Zotini Mazurkiewicz ministrou a palestra "O futuro é hoje" na segunda edição brasileira da International Shared Ownership Investment Conference

Palestra sobre impactos de novas tecnologias encerra Conferência da Interval

“O futuro é agora”. Este foi o tema que regeu a última palestra da International Shared Ownership Investment Conference , evento promovido pela Interval International nesta quarta-feira em São Paulo.  Ligia Zotini, Fundadora do Voicers , trouxe uma reflexão sobre os impactos de novas tecnologias no processos de venda e tomada de decisão das novas gerações a partir de uma visão futurista ambientada em 2037.

A palestrante apresentou uma visão sobre quem é o novo viajante. Segundo ela, dos 5 aos 15 anos, o indivíduo usa da tecnologia de formas diferentes, e este é o público que o mercado deve alcançar. *Essa  geração que vê a tecnologia de maneira diferente’’, disse Lígia. Ela exemplificou com o seu sobrinho, de cinco anos de idade, pré-alfabetizado, que usa tecnologia para tudo.  

‘’Eles sabem a facilidade de conexão que a tecnologia traz. Eles não têm essa experiência com o analógico. A relação com o tempo e espaço é outra. Eles digitalizam as coisas físicas’’.

O viajante do futuro está dominando a tecnologia cada vez mais precoce e os pedidos ao Papai Noel são feitos pelo WhatsApp

 

No cenário futurístico, o indivíduo presta serviços para várias empresas, deixando de vez para trás o posto de trabalho fixo, sob as leis da CLT. Outro destaque dado por ela foi a robotização do trabalho, dando lugar à inteligência artificial. “A máquina vai fazer melhor o trabalho que é feito hoje. Isso é uma tendência”, declarou Zotini. Ela destacou que experiências tecnológicas como viagens virtuais, sinestesia e acesso holográfico a pessoas ou lugares serão comuns em 20 anos.

O 4 Ds da tecnologia apontados por Ligia

 

Trazendo o contexto para à realidade das empresas, a palestrante destacou a inteligência artificial.

“A interação humano-máquina, lançada este ano pelo Google em congresso mundial, estarão em breve disponíveis, de forma que a máquina não será discernida como tal”. 

São nove as empresas que ela aponta como grandes criadoras do futuro da inteligência artificial: Alibaba.com; Baidu; Amazon; Apple; Tencent; Microsoft; Google; IBM e Facebook. Ligia citou a realidade virtual como grande tendência que entrarão nas relações. Este tipo de tecnologia permite a realização de treinamentos em diferentes ambientes, já usados por equipes de esportes, empresas de entretenimento, etc.

No mercado de viagens, ela destacou a aplicação de quatro D’s: Digitalizar, Desmaterializar, Democratizar, Disromper (hackear, criar). Colocando em ação cada um desses conceitos, o empresário não permite que isso seja feito com o seu negócio, sendo passado para trás. “Com todas essas tecnologias, quantas coisas dá para fazer no mercado de viagens e hospedagem? As viagens continuarão materializadas, mas haverão portas e extensões de experiências”, concluiu Ligia.

As viagens futuras serão no Espaço e no Tempo.

 

Fonte: Revista Hotéis 

*Comentário retirado da publicação Revista Turismo Compartilhado

433 visualizações, 1 

Comentários Via Facebook
compartilhe

Solange Luz

Ela é a construção de todos que conheceu e de tudo que viveu, especialista em sonhar acordada e falar consigo mesma. No Voicers é a CCC (Content, Creator & Curator), carinhosamente conhecida como Queen of Words.
Fechar Menu