Jornada da Heroína | Natasha Bontempi

Jornada da Heroína | Natasha Bontempi

 em 

Qual é a coisa que eu amo sobre meu trabalho? 

Eu amo transformar pedras brutas em polidas. Eu amo ver os olhos dos meus alunos brilharem quando tem um insight (eu posso ver uma lâmpada acender em seus olhos). Amo quando eles dizem que minhas aulas transformaram suas vidas.

Qual é minha ideia de felicidade perfeita?

 Quando me dou conta de que há mais caminhos para superar meus obstáculos internos. E também um por do sol na praia.

Qual meu maior medo? 

Meu irmão morrer e eu nem quero pensar nisso.

Qual o traço que eu menos gosto em mim? 

Agressividade. É por isso que eu comecei minha jornada há 6 anos.

Quais as pessoas vivas na minha profissão que eu mais admiro? 

Meu mestre Jangchub Reid. Eu consigo senti-lo conectado a mim quando eu mais preciso. Meus padrinhos do Mindfulness: Duncan Cryle e Corina Erismann. E o fundador da IBM, Thomas Watson (este está vivo nos valores que deixou para nós).

Qual a minha maior extravagância? 

Comer em lugares premiados pelo mundo. Amo experiências gastronômicas.

Em que ocasião você mentiria? 

Minha mãe diz que não sei mentir. Eu realmente tento, mas meu corpo me trai.

Qual coisa eu não gosto no meu trabalho? 

Controles para tudo. Eu realmente acredito que excesso de controles nos faz operar pelo medo. E é por isso que coisas ruins acontecem. Eu acredito nas pessoas.

Quando e onde eu fui mais feliz no meu trabalho?

Quando eu estava no palco, fazendo minha talk para o TEDx Laçador, no ano passado. Ainda consigo sentir o frio na barriga quando penso neste momento.

Se eu pudesse, o que eu mudaria em mim? 

Falaria menos, apenas o necessário. É por isso que faço retiro de silêncio todo ano.

Qual a minha maior conquista no trabalho? 

Implementar Mindfulness em uma empresa centenária. Agora, Mindfulness tem relevância, as pessoas estão aproveitando e o clima tem mudado. Estou rackeando o sistema.

Onde eu gostaria de morar? 

Na praia, com uma areia e mar clarinhos. No Brasil tem muito lugar assim para escolher.

Qual é minha posse mais preciosa? 

Minha família e amigos fieis. Eles estão sempre ao meu lado.

Qual a minha característica mais marcante? 

Minha voz! Todos sabem que eu cheguei quando abro a boca.

Qual é o lugar que mais me inspira, na minha cidade? 

O centro de São Paulo. Eu nasci aqui. Eu continuo morando aqui. Eu amo esse caos.

Qual meu local favorito para comer e beber, na minha cidade? 

Minha casa (ou no miniapê). Amo cozinhar, receber amigos e tomar umas taças de vinho. Mas, fora de casa, adoro o Eataly e aqueles lindos pizzaiolos italianos!!

Que livro influenciou minha vida e como? 

Tenho 3 que devem ser lidos nesta sequência: A Profecia Celestina, A Décima Profecia e A Escola dos Deuses. Eles transformaram a forma como vejo o mundo e isso me reconstruiu.

Quais são seus escritores favoritos? 

Muitos!! Mas para escolher um, prefiro citar um jovem brasileiro: Ique Carvalho. Ele fala de amor e como pode ser vivido facilmente.

Você só morre uma vez. Que música gostaria de ouvir no seu último dia? 

Posso pedir duas? Iris (Goo Goo Dolls) e Push (Matchbox 20)

Quem é meu herói ou heroína favorito na ficção?

Agora, estou apaixonada pela série Outlander, então, o casal: Jamie and Clair Fraser.

Quem são meus heróis e heroínas da vida real? 

Meu pai, que me desafiou fisicamente a subir no telhado, pular muros e consertar as coisas. E minha mãe que não só me ensinou sobre feminismo a partir de sua atitude, mas porque ela está sempre ao meu lado.

Que filme eu recomendaria ver uma vez na vida? 

Forrest Gump… Life is a box of chocolate…

Que papel tem a arte na minha vida e no trabalho? 

Arte é minha forma secreta de desenvolver minha intuição. Amo dançar e escrever.

Quem é meu maior fã, patrocinador, parceiro no crime? 

Minha linda mãe, é claro.

Com quem eu gostaria de trabalhar em 2018? 

Com a Vivi Lavratti e oferecer outra vez nossa oficina Breadtation!

Que pessoas da minha profissão eu gostaria de encontrar em 2018? 

Vicki Flaherty, minha mentora de Mindfulness na IBM.

Que projeto, em 2018, estou ansiosa para trabalhar? 

Finalizar minha certificação de instrutora sênior e meu trabalho sem fim de ser uma pessoa melhor. Ah! E tomar mais cafés gostosos.

Onde você pode ver meu trabalho em 2018?

No Linkedin https://www.linkedin.com/in/natashabontempi/No Instagram: https://www.instagram.com/migascomcafe |@migascomcafe
No Youtube:
https://www.youtube.com/watch?v=d3kK7CFaKcAhttps://www.youtube.com/watch?v=xZh-mKsOJuk (only Portuguese)
https://www.youtube.com/watch?v=J2GKVjYO9kE (only Portuguese)
https://www.youtube.com/watch?v=bqdokCuPJps (only Portuguese)

O que as palavras “Passion Never Retires” significam para mim?

Eu tinha 18 anos quando decidi minha profissão. Eu não tinha maturidade e não sabia se estava tomando a decisão correta. Na verdade, eu não trabalho hoje com o que fui graduada, mas isso me abriu portas sincrônicas para fazer o que eu amo. Eu amo tanto que não consigo pensar em aposentadoria.

Que heroínas criativas Peter deveria convidar para contar suas histórias?

Vicki Flaherty, Ana Goelzer e Veronica Oliveira

Como me contactar?

https://www.linkedin.com/in/natashabontempi ou natashabontempi@gmail.com

 

English version: https://theheroinejourney2016.wordpress.com/2018/01/29/the-heroines-journey-of-natasha-bontempi/


Você também pode acompanhar a Jornada da Heroína Ligia Zotini: http://www.voicers.com.br/jornada-da-heroina-ligia-zotini/

 E a Jornada da Heroína Hellene Fromm: http://www.voicers.com.br/jornada-da-heroina-hellene-fromm/
Comentários Via Facebook
compartilhe

Natasha Bontempi

Facilitadora de desenvolvimento humano e líder de Mindfulness. É uma "believer" e ativista pelo auto-conhecimento.
Fechar Menu